É assim

Tatuagens

Nos áureos anos 90, era eu uma rapariguita com vontades próprias como qualquer adolescente, pouco consciente, fruto da idade, que queria fazer tatuagens, pintar o cabelo e todas as “irreverências” naturais da época. Felizmente, a minha mãe tinha mão em mim e simplesmente não me dava dinheiro à vontadinha, dizendo que poderia fazer o que quisesse quando crescesse e ganhasse o meu ordenado. Assim sendo, ficou tudo em projeto com a graça do “Senhor” e dela!

Eis que aos 25 anos, sem coragem nem certeza alguma sobre que tatuagem fazer, coloco um piercing, contrariando o meu projeto inicial da tattoo. Caiu por terra mais uma vez, a intenção de ter desenhos “definitivos” no meu corpo.

Fui amadurecendo as ideias e a idade 🙂 tive os meus filhos e aos 40 anos pensei: – tenho vontade, um argumento/símbolo com significado e, por isso, é o momento ideal para a tatuagem.

Inicialmente, fiz duas bem pequenas – uma em cada pulso. O tempo foi passando, com a convicção de fazer mais uma cujo significado estava claro: marcar uma pessoa que esteve presente nesta e na minha vida muito pouco tempo. Sem a definição do símbolo e local, fui adiando a ação, até que um dia vi numa moçoila o que também gostaria de fazer, concretizando assim o meu desejo.

Penso ficar por aqui…

edu_L131edu_L141

 

 

 

 

 

 

 

Deixe o seu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s